quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Meruoca e outras nove cidades do Ceará permanecem com o resultado da eleição indefinido

Candidaturas foram indeferidas pela justiça com base da Ficha Limpa. Quem assume nas cidades é o presidente da Câmara Municipal.
Dez cidades do Ceará permanecem com o resultado da eleição de 2012 indefinido e estão sem prefeito. No município de Meruoca, a 260 km de Fortaleza, a justiça decidiu fazer uma nova eleição.
Pela vontade de 58% dos 9.300 eleitores de Meruoca, João Coutinho do Partido dos Trabalhadores (PT) seria o prefeito a partir do dia 1º de janeiro de 2013. Mas a candidatura dele foi indeferida pela justiça com base da Lei da Ficha Limpa.
O motivo foi que o Tribunal de Contas do Municípios rejeitou as contas da prefeitura quando ele estava no cargo, entre 2001 e 2008. Quem assumiu foi o presidente da Câmara Municipal, Carlos José Nascimento. "Quando chegamos ao município, pegamos a gestão em situação difícil. Todas as contas do município sem recurso. O município totalmente debaixo de lixo."
O prefeito interino fica no cargo até a realização de uma nova eleição que já foi determinada pela justiça eleitoral. Falta definir a data do pleito. A população estranhou a mudança.
Outras cidades sem prefeito
Outras nove cidades no Ceará estão em situação semelhante. São elas: Acaraú, Boa Viagem, Canindé, Cedro, Horizonte, Iguatu, Meruoca, Mucambo, Pacoti e Quixeramobim. São locais em que os vencedores das eleições tiveram a candidatura indeferida, mas que conseguiu 50% dos votos válidos o segundo colocado não pode assumir. "Quem assume é o presidente da Câmara Municipal até que se se realize novas eleições ou até que o TSE venha a deferir a candidatura daquele candidato mais votado”, disse o procurador regional eleitor, Márcio Torres.
Em Pacoti, a 95 km de Fortaleza, o vencedor da eleição, com 53% dos votos válidos, foi o ex-prefeito Edson Leite, do PSB. Ele não assumiu porque teve problemas na prestação de contas durante a gestão 1997 a 2004. Tanto o Tribunal de Contas dos Municípios, quanto a Câmara Municipal apontaram irregularidades. O caso foi parar no Tribunal Superior Eleitoral, que está de recesso, com volta prevista para o início de fevereiro.
Até a decisão de quem fica no cargo é o presidente da câmara, Valmir Saraiva. Segundo a assessoria, ele está em Fortaleza e informou que ele "torce" para que tudo seja resolvido rapidamente.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter