segunda-feira, 7 de abril de 2014

Dilma cai, mas venceria eleições, diz Datafolha

Apesar da queda da presidente, de 44% para 38% das intenções de voto, adversários não cresceram na pesquisa

Aliados dos prováveis adversários da presidente Dilma Rousseff nas eleições de outubro comemoraram, ontem, os resultados da pesquisa Datafolha sobre a corrida presidencial, que mostram a queda de seis pontos percentuais da petista desde o final de fevereiro.
Líderes do PSDB e do PSB atribuem a redução de Dilma ao caso Petrobras e a resultados negativos da economia. Apesar da queda, na pesquisa Datafolha de 2 e 3 de abril, Dilma seria reeleita no primeiro turno, com 38% dos votos.
Em segundo lugar, Aécio Neves (PSDB) teria 16%. Eduardo Campos (PSB), 10%. Candidatos de partidos menores somam 6%. O pré-candidato do PSDB manteve o mesmo percentual da pesquisa anterior, realizada no final de fevereiro, enquanto Eduardo Campos cresceu um ponto percentual.
Para o senador Aloysio Nunes Ferreira (SP), líder do PSDB, o principal resultado da pesquisa mostra que "a única candidata que tem campanha declarada" teve queda entre os eleitores.
Governo
O líder do PT na Câmara, Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (SP), minimizou o resultado, lembrando que a pesquisa retrata apenas um momento, bom ou ruim. "A pesquisa mostra que a Dilma está muito bem. Salvo engano, está melhor do que Lula nessa época, em 2002. Fica claro que tudo o que estão fazendo na Câmara e no Senado com a Petrobras não está valendo a pena".
No cenário mais provável da disputa de outubro, Dilma está 12 pontos à frente da soma de seus dois principais adversários, o senador Aécio Neves e o ex-governador Eduardo Campos.
A única possibilidade de realização de segundo turno, segundo o Datafolha, seria com a entrada de Marina Silva (PSB) no lugar de Campos. A ex-ministra obteve 27%, 4 pontos a mais do que o índice de fevereiro. Nesse cenário, Aécio oscila de 15% para 16%.
O instituto também pesquisou cenários com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa. Nas duas simulações - em que o petista enfrentaria Aécio e Campos ou Aécio e Marina -, Lula tem desempenho superior ao de Dilma e venceria no primeiro turno em ambas as situações. Com a substituição de Eduardo Campos pela ex-senadora Marina Silva (PSB), Lula passa a ter 48% das intenções de voto. Sua ex-ministra do Meio Ambiente aparece em segundo lugar com 23%, enquanto Aécio Neves tem 14%.
A

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter