terça-feira, 24 de abril de 2012

Dilma Rousseff anuncia medidas especiais contra a seca no NE

Em reunião com governadores nordestinos, a presidente anunciou uma linha de crédito com condições especiais. O pacote de medidas representará investimentos de R$ 2,7 bilhões
Cid Gomes (PSB) e os demais governadores do Nordeste apresentaram à presidente Dilma Rousseff, em Aracaju, Sergipe, os efeitos da estiagem na Região. Na reunião, que iniciou no meio da tarde de ontem, e se estendeu até a noite, a presidente anunciou uma nova linha de crédito com condições especiais e a aplicação de medidas para a segurança alimentar do rebanho nas áreas atingidas pela seca. O pacote de medidas para a Região vai representar investimentos da ordem de R$ 2,7 bilhões.
Após a reunião, o governador Cid Gomes disse que seria ainda feito um esforço para que o pagamento do Seguro Safra seja pago já no mês de maio. “O Ceará é o estado com o maior número de inscritos, o que já deve injetar na economia do Ceará ao longo dos próximos cinco meses algo em torno de R$127 milhões”, disse o governador.
Entre as medidas anunciadas pela presidente e pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, está a disponibilização de uma linha de crédito em condições especiais, R$ 12 mil para cada agricultor, com juros de 1% ao mês, prazo de carência de três anos e um desconto de 40% se o agricultor pagar em dia. Sobre segurança alimentar animal, o Governo Federal vai disponibilizar 400 mil toneladas de milho para os estados do Nordeste, em que o agricultor pagará um preço mínimo de R$ 18,10 a saca.
“O Ceará, nos últimos anos, construiu mais de 120 mil cisternas e há uma meta de mais 80 mil. Essa é uma medida que atende a questão emergencial e em médio prazo. A seca é um fenômeno em que seus efeitos vão se agravando no decorrer dos meses. Mas as demandas encaminhadas pelos trabalhadores rurais foram contempladas com as medidas que o ministro da Integração e a presidente Dilma anunciaram”, disse Cid Gomes.
Quadro grave
“O quadro é muito grave. O sertão fechou o seu ciclo tradicional de chuvas com 30% apenas da média anual e a meteorologia nos diz que o Agreste não terá um bom inverno”, apontou o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).
Já o coordenador da bancada nordestina, o deputado federal José Guimarães (PT), informa que os deputados entregaram à presidente Dilma o documento que os deputados petistas do Nordeste expuseram há duas semanas à ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) propondo “ações emergenciais” para os agricultores familiares e pequenos pecuaristas que registraram perdas da safra e prejuízos em decorrência da seca.
O tema será tratado também amanhã, na reunião da bancada do Nordeste na Câmara Federal - onde o governo deve oficialmente dar a resposta para as reivindicações parlamentares, e quando também haverá troca da coordenação do colegiado nordestino, quando sairá o deputado Gonzaga Patriota para dar lugar ao deputado José Guimarães.
Estiagem
A ajuda federal foi solicitada pelos governadores, preocupados com a estiagem que já afeta até áreas urbanas. Cerca de 2,5 milhões de pessoas em 595 municípios nordestinos estão recebendo água por meio de carros-pipa controlados pelo Exército. O Ministério da Integração Nacional informou que já repassou neste ano R$ 69 milhões ao Exército para a distribuição de água. Em todo o ano passado, esse valor foi de R$ 180 milhões.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter