domingo, 25 de março de 2012

Familiares, amigos e fãs dão último adeus a Chico Anysio no Rio

Velório reuniu parentes e admiradores no Theatro Municipal. O artista cearense será cremado amanhã
Os atores Bruno Mazzeo e Nizo Neto, filhos de Chico Anysio, foram os primeiros a chegar ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no Centro, onde está sendo realizado desde ontem o velório do humorista
Até a noite de ontem, mais de três mil pessoas já haviam passado pelo velório do humorista Chico Anysio, morto na sexta-feira (23). Pela manhã, a cerimônia foi restrita a parentes e amigos mais próximos. Apenas no início da tarde é que o espaço, no Theatro Municipal, foi aberto ao público.
O corpo do comediante deixou o Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul, por volta das 5h40 de ontem. O humorista faleceu na tarde de sexta-feira, depois ter ficado três meses internado. Ele teve uma parada cardiorrespiratória, causada por falência múltipla dos órgãos, decorrente de choque séptico causado por infecção pulmonar.
A cremação do artista será hoje. Ele deixa oito filhos e completaria 81 anos no dia 12 de abril.
Os atores Bruno Mazzeo e Nizo Neto, filhos do humorista, foram um dos primeiros a chegar na manhã de ontem ao Theatro Municipal, no Centro do Rio.  Também prestaram as últimas homenagens o irmão do humorista, o diretor Zelito Viana; os sobrinhos, o ator Marcos Palmeira e a diretora Cininha de Paula, sua filha, a atriz Maria Maya; as atrizes Marília Pêra, Glória Pires e Juliana Didone; o ator Emilio Orciollo Neto, entre outros.
“Ele (Chico Anysio) e Paulo Autran foram dois gênios da arte de interpretar, que se foram. Achava impressionante a capacidade dele de fazer tudo. Tinha uma linda voz e escrevia, atuava, dirigia, pintava e compunha. Ele foi um gênio realmente, ele foi um Chaplin. Agora, com a morte dele, que vamos ter a real dimensão do que é Chico Anysio. Ele era extremamente generoso, um homem escondido atrás de um mau humor, que na verdade era uma casca para se defender de algumas pessoas que não tinham noção da delicadeza dele”, disse Marília Pêra.
A ex-mulher de Chico, Alcione Mazzeo, chegou bastante emocionada ao velório. “O País fica mais pobre, o humor e a gente. A lembrança que ele deixa é ter lutado pela vida e ter dado alegria a todo mundo. Ele foi um dos melhores atores do País e o maior humorista do mundo. Não tem uma pessoa que tenha feito tantos personagens como ele”, disse a ex-mulher enfatizando o quanto ele lutou pela vida.
Já a atriz Glória Pires disse que não há palavras para expressar a perda. “O trabalho do próprio Chico fala por si só. A obra dele diz mais do que qualquer outra coisa. Vamos usar o Youtube para vê-lo e matar a saudade", comentou a atriz, filha do humorista Antônio Carlos, que trabalhou com o comediante.
Eternizado
 “Ele e um gênio que vai ficar para sempre. Os personagens e a história dele vão ficar para sempre. Tenho milhões de lembranças dele. Na minha infância gostava do Azambuja. Ele se transformava de cara limpa”, comentou o diretor da Rede Globo Boninho, que chegou acompanhado da mulher, Ana Furtado.
A diretora Cininha de Paula destacou o orgulho que sentia de ser sobrinha do mestre do humor brasileiro. “Um dia me fizeram uma pergunta. Me perguntaram como era ser sobrinha do Chico Anysio. Respondi que era privilégio de poucos”, lembrou.
O humorista Juca Chaves destacou o profissionalismo e o talento do homem que deu vida a mais de 200 personagens. “Era um grande profissional, nunca atrasava. Isso é muito raro. E tinha um talento eclético também. Sabia fazer rádio e televisão”, comentou.
Cremação
 O advogado do comediante, Paulo César Pimpa, informou que o corpo de Chico Anysio será cremado hoje, no Cemitério do Caju, na Zona Portuária do Rio. O advogado explicou que a família aguardava na manhã de ontem a chegada de Zélia Cardoso de Mello, ex-mulher do humorista, de Mello e dos dois filhos do casal, Rodrigo e Vitória, que estavam em Nova York.
‘A dor é dilacerante’, diz viúva do artista
A mulher de Chico Anysio, Malga di Paula, dividiu com seus seguidores no Twitter os momentos que está passando desde a morte do humorista de 80 anos, na sexta-feira (23). Na madrugada de ontem, ela escreveu: “a dor é dilacerante”.
Ainda na sexta, Malga fez uma homenagem a Chico na rede. “Aproximadamente às 15h de hoje os refletores do céu foram ligados. O show de Chico Anysio estava para começar. A plateia? Os anjos aplaudindo de pé”, disse.
A empresária gaúcha ficou famosa ao dividir com o público informações sobre o estado de saúde do comediante. Sempre com mensagens otimistas, ela demonstrava acreditar na recuperação do marido. “Grata pela oportunidade em compartilhar mais um dia da minha vida com o homem que amo”, disse na última quarta-feira em seu perfil no microblog Twitter.
Ontem, durante o velório do humorista, o advogado da família, Paulo César Pimpa, informou que Malga di Paula estava muito abalada. “Ela não está bem. Está muito transtornada e toda hora abraça o corpo dele”, revelou o advogado.
Malga é 40 anos mais nova que Chico Anysio. A relação, que surgiu depois de 12 dias do primeiro encontro dos dois, se transformou em 13 anos de matrimônio. O artista teve outros cinco casamentos, mas foi com a empresária gaúcha que ele disse ter encontrado o equilíbrio.
Recordações
 “Achava impressionante a capacidade dele de fazer tudo (...). Ele foi um gênio realmente, ele foi um Chaplin”
.Marília PêraAtriz
“Um dia me fizeram uma pergunta. Perguntaram como era ser sobrinha do Chico. Respondi que era privilégio de poucos”
.Cininha de Paula
Sobrinha de Chico Anysio

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter