terça-feira, 21 de junho de 2011

ADESÃO AO PMDB: PREOCUPADOS COM A REELEIÇÃO

Reação surpreende os ex-vereadores do PHS, que admitem repensar as filiações, embora voltem a conversar com Eunício
Vitor Valim diz que os peemedebistas da Câmara precisam pensar de maneira positiva.
Os vereadores Vitor Valim e Walter Cavalcante oficializaram, ontem, na sede do Partido Humanista Solidário (PHS) e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a desfiliação dos dois dos quadros da legenda. Os parlamentares, que estão em processo de filiação no PMDB estranharam atitude de alguns peemedebistas, colegas da Câmara Municipal, que estão receosos com a possível ida dos dois para o partido.
O Diário do Nordeste publicou matéria, ontem, sobre reunião realizada entre os vereadores do PMDB na Câmara, Carlos Mesquita, Marcus Teixeira, Magaly Marques e Paulo Gomes, na última quinta-feira, onde eles colocaram suas preocupações com o ingresso de Valim e Cavalcante nos quadros do partido. Temendo perder votos para os colegas, os peemedebistas pretendem conversar com o presidente da sigla, senador Eunício Oliveira (PMDB), para relatarem suas preocupações.
Somar
Para Vitor Valim, a bancada peemedebista na Câmara tem que pensar no "lado positivo" de todo esse processo, uma vez que, segundo ele, a ida dos dois parlamentares servirá apenas para somar o quadro do partido. O parlamentar ainda taxou de "desnecessária" a preocupação de Mesquita e dos outros.
"Estamos esperando ainda uma conversa com o senador Eunício, mas isso daí nos pegou de surpresa, porque eu pensava que tudo já estava superado. Nós conversamos com o Carlos Mesquita e com os demais e ninguém esboçou controvérsia com nossa entrada, mas isso vai ser superado. Vamos conversar e resolver os problemas", disse.
Valim agora está esperando a decisão do PMDB para entrar definitivamente no partido, informou que manterá uma postura de independência em relação ao trato com o Executivo municipal, independente, do que seja orientado dentro da legenda. "Eu acho que minha postura vai continuar a mesma, pois eu tenho um posicionamento em relação à gestão da prefeita, mas isso não quer dizer que eu faço oposição por oposição", diz.
Ele aproveitou ainda para alfinetar peemedebistas que, segundo ele, "não levantaram a bandeira do PMDB nas eleições passadas". Segundo o vereador, ele e Walter Cavalcante apoiaram a candidatura do senador Eunício Oliveira, "diferente de outros que são de direito, mas que não agem de fato como peemedebistas".
Segundo Walter Cavalcante, para os dois entrarem no PMDB faltam apenas mais algumas conversas com Eunício. No entanto, conforme informou, caso a entrada deles cause transtornos à sigla, os dois podem repensar se vão para o partido. "Se incomoda alguém a gente repensa isso daí. Eu só acredito que o PMDB não pode ser grande fazendo pequeno, e eu sei que o PMDB não tem fracos".

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter