quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

STJ nega soltura do ex-policial militar Mizael Bispo de Souza

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgou ontem, em Brasília, o mérito de dois habeas corpus em favor do ex-policial militar Mizael Bispo de Souza, um dos acusados da morte da advogada Mércia Nakashima, em maio de 2010, em Nazaré Paulista (SP).
A 6ª Turma do STJ manteve o decreto de prisão preventiva de Mizael e decidiu que o processo deve continuar tramitando em Guarulhos, na Grande São Paulo, negando provimento ao recurso da defesa que pretendia que o ex-PM fosse julgado pela Justiça de Nazaré Paulista.
No julgamento do STJ, prevaleceu o argumento do Ministério Público de que foi um crime plurilocal, pois existiam vestígios em Guarulhos, na Grande São Paulo, onde a vítima foi arrebatada, repercussão social também naquele município, e porque as pessoas envolvidas são todas da cidade.
Ainda aguarda julgamento outro recurso interposto por Mizael junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo, para que ele e o outro acusado do crime, o vigia Evandro Bezerra da Silva, sejam levados a júri popular. Ambos estão foragidos.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter