sábado, 21 de maio de 2011

CPI DAS ESTRADAS: NOVAS DENÚNCIAS SOBRE AS RODOVIAS

Dezenas de fotos, mostrando os buracos nas CEs, foram mostradas ontem, na AL, pelo deputado do PDT
Heitor Férrer, em seu discurso, ontem, exibiu o Diário do Nordeste, falando das estradas no Ceará
Após tantas discussões sobre o estado das BRs do Ceará, são as CEs que começam a ganhar espaço nos debates da Assembleia Legislativa. Ontem, o deputado Heitor Férrer (PDT) prometeu entrar com um pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os contratos de construção e recuperação das estradas estaduais. Para dar entrada no pedido da CPI são necessárias 12 assinaturas. Por enquanto, ele só conseguiu apoio de Roberto Mesquita (PV).
Na terça-feira, Férrer levou para a tribuna da Assembleia o problema com buracos na CE-168, inaugurada apenas há dois meses. Ontem, foi a vez da CE-065. De acordo com o deputado pedetista, a estrada ainda está em obras e não foi entregue à população, mas já apresenta sinais de desgastes.
O deputado novamente levou fotos para mostrar o estado do asfalto na CE. A obra na 065, que liga os municípios de Maranguape a Palmácia, é de restauração e vai custar aos cofres públicos R$ 21,2 milhões. O prazo para conclusão da obra é de 300 dias, mas não há informação quando a estrada será entregue.
Segundo relatou o pedetista, em trechos onde a obra já foi concluída, há buracos que no seu entendimento, parecem mais "crateras lunares". O deputado disse ter ido a CE-065 onde viu a empresa responsável pelo serviço, a construtora Sucess S/A, tapando os buracos.
"Estamos propondo a CPI é no sentido de zelar pelo dinheiro público. Queremos uma fiscalização nos contratos firmados entro o Poder Público e as empreiteiras. O importante é que o parlamento vá em socorro do dinheiro público. Não há pré-condenação nem condenação do governador", salientou.
Antes do pedetista anunciar a ideia de uma CPI, o deputado Roberto Mesquita (PV) utilizou a tribuna da Casa para fazer uma reclamação sobre outra CE, a 176.
A base de apoio ao Governo Cid Gomes alega não haver motivo para a instalação de uma CPI. O líder governista, deputado Antônio Carlos (PT), afirma que o Executivo está ciente de que 7,2% das estradas estaduais estão com problemas e por conta disso, liberou R$ 70 milhões. "Não tem lógica pedir uma CPI. É um ato intempestivo e sem objeto definido", argumentou.
O vice-líder, deputado Carlomano Marques (PMDB), também acredita não haver conteúdo para a instalação de uma CPI, visto que a obra da CE-065 não foi ainda entregue. Para o deputado, o correto é as comissões permanentes da Assembleia, como a de Fiscalização e Controle, acompanhar as obras nas estradas estaduais.
O peemedebista questionou as fotos levadas por Heitor Férrer, questionando se ele não havia fotografado duas vezes o mesmo buraco ou se as fotos eram mesmo da CE-065.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter