quinta-feira, 19 de maio de 2011

ESTRADAS FEDERAIS:PROTESTO DE ENTIDADES GANHA APOIO NA AL

Depois da indignação de alguns políticos, ontem, foi conhecida a reação dos empresários do nosso Estado
O problema nas estradas, tanto estaduais quanto federais, voltou a movimentar o debate na Assembleia Legislativa. Ontem, enquanto o deputado Welington Landim (PSB) destacou a nota publicada nos jornais por associações e federações ligadas à área produtiva sobre a situação das BRs, a base de apoio do Governo do Estado rebateu as críticas do deputado Heitor Férrer (PDT) em relação a CE-168, que liga os municípios de Itapajé a Itapipoca.
A nota intitulada "situação caótica das BRs do Ceará" é assinada pela representação do empresariado cearense que se diz indignada com a precariedade das rodovias federais no Estado, manifestando assim, repúdio com relação ao "gritante descaso com as BRs do Ceará".
O informativo diz ainda que o Ceará não aceita a discriminação que vem ocorrendo na priorização dos recursos, alertando para a retomada de obras que foram suspensas, como a recuperação e duplicação de trechos da BR-222. Dentre as entidades que assinam a nota, está a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).
Welington Landim disse ter ficado alegre com a nota. Uma prova, destacou, de que a sociedade civil já se envolveu com a problemática. Agora, o deputado espera mais ação da bancada federal cearense.
Segundo Landim, o problema com as BRs do Ceará não teve início agora. Ele lembra que, em 2000, fez um pronunciamento na Assembleia pedindo solução para as rodovias federais que cortam o Estado. De lá para cá, observa, foram vários pedidos de melhorias.
Pressionar
O Legislativo cearense, aponta o parlamentar, não tem poder de pressionar o Governo Federal para garantir soluções mais céleres, atestando caber esse papel à bancada federal. "Até agora, houve apenas uma reunião (entre a bancada e o Ministério dos Transportes) e nos quatro anos passados não ocorreu nada", observou.
O parlamentar acredita que, em junho, as obras de recuperação das BRs devem ser iniciadas, como prometeu o ministro Alfredo Nascimento. Landim entende que é hora de os parlamentares federais cearenses cobrarem do ministro um cronograma do que será feito e de quanto será investido. "Estamos aqui sendo guardiões do Estado. Cabe aos deputados federais e senadores que façam o mesmo que estamos fazendo", alegou.
Manutenção
Sobre a situação da CE-168, a resposta do governador Cid Gomes em relação à situação da estrada, inaugurada há menos de três meses, foi que o Estado libera ente R$ 50 e R$ 70 milhões para manutenção de rodovias, por ano, e justificou os problemas citando as chuvas.
Heitor Férrer não se contentou com as justificativas do chefe do Executivo estadual. "Se fosse por conta das chuvas não existiriam estradas na Europa nem no Sul do País", revidou. Na opinião do pedetista, cabia ao DER fiscalizar a obra e se fosse detectado que estava sendo utilizado material de baixa qualidade, o órgão deveria ter tomado alguma providência. "É como se o sujeito tivesse pago por granito e tivesse recebido tijolos", comparou.
O vice-líder do Governo na Casa, deputado Carlomano Marques, informou que o Departamento de Edificações e Rodovias do Estado do Ceará (DER) está fazendo um levantamento minucioso na obra realizada na CE-168.
Ele diz que devem ser considerados alguns pontos como o solo, o índice pluviométrico da região e o aumento no fluxo do trânsito em função das deficiências das BRs. Carlomano avisa ainda que o Der já notificou a empresa responsável pela obra. O líder do Governo, deputado Antônio Carlos (PT), ressaltou que o Executivo está recuperando 50% da malha viária do Estado, pontuando ser impossível não haver um trecho com problema.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter