sábado, 14 de maio de 2011

MORTE DE BIN LADEN: VINGANÇA DE TALIBÃS MATA 80

Forças paramilitares paquistanesas investigam o local onde um suicida ligado ao Talibã explodiu uma bomba, em Charsada, no noroeste do Paquistão


Pelo menos 80 pessoas morreram ontem em atentados suicidas cometidos contra um centro paramilitar da Polícia na região noroeste do Paquistão, reivindicados pelos talibãs como o primeiro ataque para vingar a morte do terrorista Osama bin Laden.
Os insurgentes islamitas, ligados à Al Qaeda e autores de uma campanha de atentados violentos no Paquistão, já haviam ameaçado executar represálias contra Islamabad e as forças de segurança do país, acusadas de cumplicidade no ataque de um comando americano que matou Bin Laden há 11 dias no norte do país.
Na manhã de ontem, em Shabqadar, vilarejo do noroeste do país, um homem que estava em uma motocicleta detonou a bomba que transportava no momento em que os cadetes, já sem uniforme militar, pretendiam subir nos ônibus que os levariam para casa para 10 dias de férias, informou Nisar Jan Marwat, chefe de Polícia do distrito de Charsada.
O atentado teve como alvo um centro de treinamento da Frontier Constabulary, uma unidade paramilitar da polícia responsável por vigiar as fronteiras. Mais tarde, quando os policiais e as equipes de emergência já atendiam os feridos, outro homem-bomba, também em uma moto, provocou uma nova carnificina.
"Pelo menos 80 pessoas morreram, 69 delas da Frontier Constabulary e 11 civis", afirmou Bashir Ahmed Bilur, ministro sem pasta da província de Jiber-Pajtunjwa, onde aconteceu a tragédia. Mais de 140 pessoas ficaram feridas, 40 delas em estado grave, segundo fontes médicas.
"Estava sentado no ônibus e esperava meus colegas. Estávamos felizes por termos a chance de ver nossas famílias e escutei alguém gritar ´Alá Akbar´ (Deus é grande) antes de uma forte explosão", contou o cadete Ahmad Ali. "Depois ouvi uma segunda explosão. Saí do ônibus todo ensanguentado", completou Ahmad Ali.
Este foi o ataque mais violento do ano no Paquistão. "É uma primeira ação para vingar o martírio de Osama, foi executada por dois de nossos combatentes", declarou por telefone à à agência AFP, Ehsanullah Ehsan, porta-voz do Movimento dos Talibãs do Paquistão (TTP).
"Esperem grandes ataques no Paquistão e no Afeganistão", ameaçou. O TTP, que jurou lealdade à Al-Qaeda em 2007, é o principal responsável pelos mais de 450 atentados que mataram mais de 4.300 pessoas em todo o país em quase quatro anos. Em 2007, o TTP decretou a jihad ("guerra santa") contra Islamabad por seu apoio a Washington na "guerra contra o terrorismo".
Shabqadar fica perto das zonas tribais na fronteira com o Afeganistão, reduto dos talibãs paquistaneses e principal santuário no mundo da Al Qaeda. Ainda ontem, três "insurgentes islamitas" morreram em um ataque com mísseis lançados por um avião teleguiado americano no Waziristão do Norte, onde a Agência Central de Inteligência americana utiliza aeronaves contra a Al Qaeda e os talibãs.
O governo paquistanês autorizou os serviços secretos americanos a interrogar as três viúvas de Bin Laden detidas no Paquistão desde a operação militar, indicou ontem a Casa Branca.
CONTATO TELEFÔNICO
Bush saúda Obama por ´bom trabalho´
O ex-presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, que passou anos em busca do líder da rede terrorista Al Qaeda, Osama bin Laden, disse duas palavras ao presidente Barack Obama quando este o informou sobre a morte de Bin Laden: "Good call" ("Bom trabalho", em tradução livre).
Bush, que evita a atenção pública desde que deixou o cargo, em janeiro de 2009, falou sobre a operação militar norte-americana que matou Bin Laden durante uma conferência de administradores de fundos hedge. Um colaborador da ABC News estava presente ao evento e reproduziu suas declarações.
O ex-presidente disse que estava comendo em um restaurante de Dallas com sua mulher, Laura, e dois amigos, quando foi avisado de que Obama, seu sucessor na Presidência, estava tentando entrar em contato com ele. "Eu me desculpei e fui para casa para atender ao telefonema", contou Bush. "Obama falou simplesmente: ´Osama bin Laden está morto´ ".
Depois de Obama ter descrito com detalhes a operação secreta no Paquistão e a decisão que tomou de autorizar a missão, Bush disse que falou a Obama: "Boa jogada". Segundo a ABC News, Bush falou ao grupo que a morte de Bin Laden foi uma vitória para o povo norte-americano e "uma grande vitória na guerra contra o terror". Ele disse que os serviços de inteligência dos EUA merecem "muito crédito" por terem rastreado Bin Laden e falou de um encontro que teve no Afeganistão com a Equipe 6 dos Seals da Marinha, o grupo de elite que realizou a missão.
"Eles são espantosos, habilidosos, talentosos e corajosos", acrescentou Bush. "Eu disse: ´Espero que vocês tenham tudo o que precisam´. Um sujeito falou: ´Precisamos de sua autorização para entrar no Paquistão e botar para quebrar´", disse. Bush intensificou a caçada a Bin Laden após os ataques de 11 de setembro de 2001 contra Nova York e Washington, mas o líder da Al Qaeda escapou das montanhas de Tora Bora, no Afeganistão.
INVESTIGAÇÃO CONTINUA
EUA interrogam viúvas de Bin Laden
Islamabad Autoridades norte-americanas no Paquistão interrogaram ontem três viúvas de Osama bin Laden, mas conseguiram poucas informações novas, disse uma autoridade dos Estados Unidos.
"Os Estados Unidos interrogaram as viúvas de Bin Laden, mas elas ainda não estão sendo particularmente comunicativas", afirmou uma autoridade norte-americana com conhecimento da investigação, sob condição de anonimato.
O porta-voz do Pentágono, coronel David Lapan, confirmou que representantes do governo dos EUA conseguiram interrogar as mulheres, mas se negou a especificar que agência as autoridades representavam ou a repassar detalhes. O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, também confirmou que os EUA tiveram acesso às viúvas, mas não deu nenhum detalhe sobre os interrogatórios.
No ataque ao complexo de Bin Laden, os EUA confiscaram o que autoridades descreveram como sendo um "tesouro de material de inteligência". Autoridades norte-americanas estão trabalhando junto com o Paquistão para ter maior acesso às viúvas. O Paquistão disse que iria repatriar as três mulheres e suas crianças. Uma é do Iêmen e as outras duas da Arábia Saudita.
Bin Laden se refugiou em um quarto ocupado por suas mulheres e filhas durante a operação militar que o abateu, informou a rede de TV CBS. Membros do comando americano que atacaram a casa paquistanesa de Bin Laden tentaram disparar enquanto ele estava no patamar do segundo andar, mas fracassaram, afirmaram à CBS funcionários de Washington que viram imagens da operação, filmadas por câmeras instaladas nos capacetes dos soldados.
Bin Laden fugiu em seguida para um quarto onde encontravam-se suas mulheres e filhas. O primeiro soldado que entrou no dormitório afastou as filhas, enquanto o segundo empurrou uma das esposas, que se atirou contra ele, segundo a rede de televisão. Este último soldado disparou então contra Bin Laden, ferindo-o no peito, antes que um terceiro membro do comando atirasse em sua cabeça.
Pornografia
Uma coleção de pornografia foi encontrada no esconderijo de Osama bin Laden pelas forças dos EUA que o mataram, disseram ontem autoridades do governo norte-americano. A coleção de pornografia encontrada no complexo de Bin Laden em Abbottabad, inclui vídeos modernos registrados eletronicamente e é bastante extensa, de acordo com os funcionários, que falaram sobre a descoberta sob a condição de anonimato.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter