domingo, 14 de agosto de 2011

BLOQUEIO POLÍTICO: Obama exorta parlamentares

Líder norte-americano cobrou mais compromisso dos legisladores no enfrentamento da crise
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse ontem que a disputa entre democratas e republicanos em Washington está prejudicando a economia e exortou os parlamentares a se comprometerem a estimular a criação de postos de trabalho.
Ainda afetado por um debate sobre a dívida e o déficit que levou a um rebaixamento da classificação de crédito dos Estados Unidos, Obama disse que vai começar na próxima semana uma viagem de ônibus de três dias pelo país para entrar em contato com eleitores, uma vez que sua campanha para a reeleição está começando. Canalizar a ira dos eleitores para o Congresso será um dos temas-chave da viagem.
"Não podemos continuar com a luta partidária em nosso caminho, esta ideia de que trabalhar para a próxima eleição é mais importante do que trabalhar nas coisas corretas", advertiu o presidente em seu discurso semanal por rádio e internet. "Isto é o que nos detém, o fato de que alguns no Congresso querem ver seus oponentes perderem, em vez de ver os Estados Unidos ganharem", disse.
Estes comentários ocorrem num momento em que Obama é atacado por seus adversários do Partido Republicano e por alguns membros de sua própria base democrata pela gestão da crise econômica, especialmente em relação ao desemprego, que permanece em 9,1% e com uma recuperação estancada.
Desafios resistentes
Obama admitiu que o país enfrenta "alguns desafios econômicos muito resistentes", mas colocou nos ombros do Congresso a culpa pela lenta recuperação da crise. "Recentemente, a resposta de Washington foi partidarismo e impasse que só minaram a confiança pública e prejudicaram nossos esforços para expandir a economia. Então, enquanto não há nada de errado com nosso país, há algo errado com a nossa política e é isso que temos de corrigir", afirmou.
O presidente norte-americano convocou os legisladores a aprovar um corte no orçamento, a dinamizar os processos para obter novas patentes para a inovação e a ratificar os acordos de livre comércio, que, segundo ele, ajudarão a vender mais produtos americanos em todo o mundo.
Não há "desculpas para a inação", disse. "Afinal de contas, os Estados Unidos votaram por um governo dividido, não por um governo disfuncional, e temos trabalho a fazer", concluiu Barack Obama.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter