sábado, 20 de agosto de 2011

CHEFE DO TRÁFICO: Preso suspeito de matar juíza

O traficante Alex Sandro Costa foi visto nas proximidades do condomínio onde Patricia Acioli morava
A juíza aposentada Denise Frossard lamentou a morte de Patrícia Acioli
A Polícia Militar confirmou ontem que prendeu um suspeito pela morte da juíza Patrícia Acioli, morta com 21 tiros, no último dia 12, em Niterói. O comandante do batalhão de São Gonçalo (7º BPM), tenente-coronel Cláudio Luís de Oliveira, disse que policiais da sua unidade prenderam o traficante Alex Sandro Costa da Silva, o Alex Orelhinha. O oficial disse ter recebido informações de que, dias antes do crime, Orelhinha foi visto nas proximidades do condomínio onde a juíza morava.
O criminoso foi preso no dia seguinte ao assassinato, no bairro de Trindade, em São Gonçalo. Havia um mandado de prisão por homicídio contra ele. Encarregada das investigações sobre o crime, a Divisão de Homicídios da Polícia Civil não confirma que Orelhinha seja suspeito. Ele foi reconhecido por uma testemunha. A suspeita sobre Orelhinha recai também pelo fato dele responder a dois processos por homicídio qualificado que eram julgados por Acioli. O criminoso é um dos chefes do tráfico no morro Menino de Deus, em São Gonçalo.
Homenagem
A juíza recebeu uma homenagem das associações dos Magistrados do Rio de Janeiro (Amaerj) e do Brasil (AMB). O presidente da Amaerj, desembargador Antonio Siqueira, disse que o crime foi perpetrado não só contra a magistrada, mas também contra todo o Estado de Direito. "Os juízes estão abalados, mas não vamos nos acovardar. Cumpriremos nosso dever de combater o crime organizado. Usaremos esta fita até que os assassinos sejam presos; não vamos nos desmobilizar", afirmou. Ele também disse que os magistrados estão organizando um grupo de estudo para enviarem propostas para garantir o trabalho e a segurança.
Presente ao ato, a juíza aposentada Denise Frossard, que sofreu três atentados quando estava na ativa, também lamentou a trágica morte da magistrada. Segundo ela, os juízes não devem tolerar este ataque à democracia e aos cidadãos. "Eles devem atuar com mãos de ferro contra o crime organizado", afirmou. Frossard foi responsável pela prisão de diversos integrantes da cúpula do jogo do bicho na década de 90. O juiz Fábio Uchoa, que assumiu a 4ª Vara Criminal de São Gonçalo junto com os juízes Alexandre Oliveira Camacho de França e Claudia Márcia Vidal, afirmou que sua função não é a de um justiceiro, mas de um magistrado.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter