quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

No Ceará: Policiais civis também param

A paralisação decidida ontem à noite tem por objetivo parar os atendimentos nos distritos policiais, delegacias especializadas, Perícia Forense e institutos de Identificação e Criminalística
Os ânimos ameaçaram se acirrar quando Luiz Carlos Dantas saiu ao encontro dos policiais
Policiais civis decidiram em assembleia realizada ontem à noite, na sede do sindicato da classe, retomar a greve da categoria, dessa vez parando 100% as delegacias e demais serviços prestados pela Polícia Civil à sociedade. A decisão foi tomada por unanimidade. Com a definição, a categoria decidiu ocupar a sede da Superintendência da Polícia Civil, vizinho ao Sindicato dos Policiais Civis (Sinpoci), no Centro, logo após o encerramento da assembleia.
Mas quando se dirigiram para entrar no prédio, já se depararam com o local fechado e ocupado por soldados do Exército. Os ânimos ameaçaram se acirrar quando Luiz Carlos Dantas, Delegado Geral da Polícia Civil, saiu ao encontro dos policiais, chegando a declarar que eles têm todo o direito de reivindicar melhorias. Mas ele foi cercado por alguns que exigiam entrar no prédio.
Dirigentes do Sinpoci pediram calma e a situação foi tranquilizada. Com a decisão de parar totalmente, algumas viaturas de distritos policiais e delegacias especializadas já ficaram estacionadas em frente à Superintendência, onde os policiais definiram se manter acampados até a manhã de hoje, quando então esperam negociar para permanecerem no interior do prédio.
A presidente do Sinpoci, Inês Romero, afirmou que, durante os cinco meses e meio de greve mantidos pelos policiais civis, não houve atendimento de nenhuma reivindicação da classe e sim retaliação por parte do Governo do Estado, com desconto nos salários. Também lembrou que haviam mantido 40% dos serviços com distritos policiais e especializadas funcionando e que isso nada adiantou para merecer a atenção do Governo às reivindicações da categoria.
“O que nos disseram foi que não dariam nosso aumento porque teriam que dar também à Polícia Militar, agora que deram à PM, vamos conquistar o nosso”, disse a dirigente, lembrando que os militares venceram porque foram unidos. Nesse sentido, diretores do Sinpoci chamaram a atenção dos presentes para manterem a união, parando todas as unidades da Polícia Civil.
Destacaram que esperam o apoio dos delegados e dos PMs ao movimento, lembrando que colaboraram com as manifestações deles. “Segurança Pública é feita pelas policiais militar e civil”, manifestaram.
ENTENDA A NOTÍCIA
A greve dos policiais civis recomeçou logo após o término da assembleia da categoria, realizada na noite de ontem. Um carro com membros do Sindicato saiu em busca de membros da classe que ainda estavam de serviço afim de trazê-los para o acampamento na praça.
Pelo twitter
Uma sequência de medo e indignação se espalha pelas redes sociais, desde a deflagração da greve dos PMs, na última quinta (29).
As rastags #CaosemFortaleza, #Fortaleza e #aculpaedogovernador chegaram a ser os assuntos mais comentados no Twitter, em períodos do dia de ontem.
Para outros, a situação virou motivo de piada. Montagens fotográficas com o governador Cid Gomes e o personagem Capitão Nascimento (Tropa de Elite) circulam no Facebook.
Ainda nas montagens, personagens como Batman e Chapolin se recusam a vir a Fortaleza para ajudar a resolver a situação.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter