segunda-feira, 1 de junho de 2009

FIFA ANUNCIA AS 12 CIDADES QUE RECEBERÃO JOGOS DA COPA DO MUNDO DE 2014

Região Nordeste possui o maior número de subsedes: quatro. No Norte, Manaus vence disputa contra Belém A Fifa anunciou, ontem, as 12 cidades brasileiras que receberão os jogos da Copa do Mundo de 2014, espalhadas por todas as regiões do País. São elas: São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, da região Sudeste; Porto Alegre e Curitiba, no Sul; Brasília e Cuiabá, no Centro-Oeste; Salvador, Recife, Fortaleza e Natal, no Nordeste; e Manaus, no Norte. A lista não teve nenhuma surpresa, já que essas cidades eram apontadas como favoritas entre as 17 candidatas. Originalmente deveriam ser apenas 10 sedes, mas a Fifa atendeu ao pedido do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e do governo brasileiro - o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu os agradecimentos do presidente da Fifa, Joseph Blatter, por seu apoio à organização da competição. ´Ter 10 sedes era o princípio da Fifa, mas a intervenção de Ricardo Teixeira e o interesse do País fizeram com que chegássemos ao número de 12´, admitiu Blatter durante o anúncio, realizado durante um congresso da Fifa, em Nassau, nas Bahamas. O presidente de honra da Fifa, João Havelange, que comandou a entidade entre 1974 e 1998, esteve presente na cerimônia. A coletiva de Joseph Blatter, presidente da Fifa, começou pontualmente às 15h30 (de Brasília), e o dirigente cumprimentou o Brasil antes de citar as cidades escolhidas para sediar o evento. O secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, disse que a escolha obedeceu a critérios técnicos, por conta das visitas feitas por técnicos da entidade, no começo deste ano, além dos projetos entregues pelas cidades. Manaus venceu um duelo particular com Belém — já que Rio Branco corria por fora — para ser a sede amazônica da competição mundial. A cidade já havia até organizado uma festa para celebrar a indicação, com financiamento da Coca-Cola, também patrocinadora da Fifa. E Manaus recorreu à empresa Sony, ambas com sede na Capital, para fazer lobby junto à Fifa para incluir a cidade no Mundial de 2014. As outras cidades que ficaram sem a Copa são Florianópolis, Goiânia e Campo Grande.
Consolo
´A questão não é apenas ser ou não ser sede, mas participar. Os empregos e investimentos da Copa não vão ficar restritos às sedes, e todas as outras cidades podem contar conosco se quiserem apresentar um projeto´, disse Ricardo Teixeira, que já mandou um recado às cidades escolhidas para o Mundial. ´O trabalho começa agora e é preciso estar à altura desse grande privilégio´. SAIBA MAIS
Forte apelo Natal enfrentou Florianópolis pela vaga de uma cidade de porte menor, mas com forte apelo e estrutura turística Pouca distância Goiânia tinha poucas chances, principalmente por conta da pouca distância em relação à sede Brasília, de aproximadamente 200 km. Promessa Os 12 municípios que abrigarão a Copa já têm a promessa de receberem investimentos do Governo Federal para obras de infra-estrutura, especialmente em meios de transporte BOM HUMOR Blatter brinca durante divulgação das cidades O presidente da Fifa, Joseph Blatter, não se limitou apenas a anunciar os nomes das 12 sedes da Copa do Mundo de 2014. Depois de fazer propositadamente um mistério e aumentar a expectativa na cerimônia realizada em Nassau, nos Bahamas, o dirigente suíço fez brincadeiras com as cidades agraciadas e revelou que a escolha de Manaus foi a que mais trouxe dúvidas para a Fifa. A capital do Amazonas venceu a briga com Rio Branco, do Acre, e Belém, do Pará, para ter a honra de ser a representante da Amazônia no Mundial. Blatter, que confirmou as sedes seguindo ´a ordem alfabética do alfabeto do Brasil´, já havia anunciado Brasília, Cuiabá, Curitiba e Fortaleza até contar que, após ter ´dificuldades´, Manaus também foi escolhida. Isso posto, o presidente da Fifa continuou divulgando as relacionadas. ´Natal, Porto Alegre, Recife e, surpresa... Rio de Janeiro´, brincou o presidente Blatter, antes de concluir: ´também estaremos em Salvador e em São Paulo´. Anunciadas as sedes, o suíço, assim como Ricardo Teixeira, fez questão de conformar as cidades preteridas. ´Temos que entender que o Brasil não é só um País, mas sim um continente. Não daria para escolher todas as cidades´, explicou. Blatter ainda lembrou que a organização do evento não será restrita às sedes. ´A Copa é de todos os brasileiros´, avisou.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter