quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Vereador Salmito anuncia filiação ao PSB

Dentre as razões da saída, vereador disse estar sendo perseguido por correligionários da prefeita Luizianne Lins
Salmito Filho fez o anúncio de sua desfiliação ao PT, ontem, no plenário da Câmara Municipal de Fortaleza
O vereador Salmito Filho, ex-presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, não é mais filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). Ontem, oficialmente, ele comunicou sua saída da agremiação e o ingresso no PSB, após os trâmites burocráticos exigidos pela legislação eleitoral. Antes, Salmito já havia adotado algumas providências judiciais para evitar perder o mandato, por infidelidade partidária, como recentemente fizeram os vereadores Walter Cavalcante e Vitor Valim, hoje no PMDB, após saírem do PHS.
Salmito, ainda no mês passado foi convidado oficialmente pelo presidente estadual do PDT, André Figueiredo, para integrar os quadros da agremiação em Fortaleza. Na mesma época ele foi convidado pelo deputado Roberto Cláudio, presidente da Assembleia Legislativa, para entrar no PSB. Segundo afirmou, ouviu as opiniões de familiares e de amigos próximos e decidiu ir para o PSB.
Na última segunda feira à noite, ele acertou os últimos detalhes de sua filiação com o deputado Roberto Cláudio. Antes, já havia conversado com o ex-governador Ciro Gomes e com o chefe de Gabinete do governador, deputado Ivo Gomes. Desde o ano passado Salmito tem estado mais próximo do grupo político do governador.
Razõ
"Hoje, este pronunciamento é uma das coisas mais difíceis que já fiz nesta Casa", iniciou Salmito durante um discurso que contou com apartes de, praticamente, todos os vereadores presentes, com exceção do ex-companheiro de partido Guilherme Sampaio. O líder da base aliada, Ronivaldo Maia, não presenciou a fala de Salmito, pois passou mal antes de adentrar ao plenário da Câmara e teve que ser encaminhado para um hospital. Só voltou à Câmara já quando a sessão estava terminando.
"Fui filiado ao PT por quase 20 anos. Eu entrei no partido, quando este não era Governo Municipal, Estadual ou Federal. Em 2005, mesmo com a maior crise política no PT, em nenhum momento, eu pensei em sair. Lamentavelmente anuncio minha desfiliação ao PT, por conta, daquilo que a cidade inteira já sabe", anunciou Salmito.
Ele disse ser "obrigado a deixar este partido por conta das perseguições que estive sofrendo", referindo-se posteriormente à prefeita Luizianne Lins. As divergências entre os dois ficou acentuada na eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal, em janeiro de 2009, quando ele concorreu à presidência contra um candidato de Luizianne que era Elpídio Nogueira (PSB).
As divergências perduraram durante todos os dois anos de sua gestão como presidente da Câmara e foi ampliada no início deste ano, quando novamente houve eleição para a presidência da Mesa Diretora do Legislativo Municipal. Ele foi derrotado pelo candidata da prefeita, o vereador Acrísio Sena (PT).
O vereador Guilherme Sampaio, líder do PT, contesta a parte que Salmito diz ter sido perseguido no partido e o presidente do PT de Fortaleza, em nota, mantém o mesmo discurso e diz que o mandato é do partido. O vereador Elpídio Nogueira, líder do PSB, um dos tantos que apartearam Salmito, ontem, ressaltou que o partido, está mais "oxigenado" e que o ingresso do colega reforça os quadros da legenda.
Na Assembleia, alguns deputados do PSB, também saudaram o ingresso de Salmito no partido, principalmente o presidente da Casa, deputado Roberto Cláudio.

Nenhum comentário:

QUER NOS MANDAR UM E-MAIL?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


TRASLATE

Flag Counter...

free counters

TWITTER

Sigua nós no Twitter